Pin It

 

A ponte que vai ligar as cidades de Xambioá, no norte do Tocantins, a São Geraldo do Araguaia, no Pará, deve começar a ser construída até janeiro de 2018. Com extensão de 1,7 mil metros, a ponte, é aguardada há mais de 30 anos pelos habitantes da região e, agora, com a autorização para o começo das obras, o empreendimento deverá ser concluído em três anos. Para esta obra serão investidos R$ 132 milhões.

A assinatura da ordem de serviço aconteceu na semana passada, com a presença do presidente Michel Temer, que foi alvo de protestos em São Geraldo, no lado de fora do ginásio municipal, onde aconteceu a cerimônia. Mas independentemente de protestos, milhares de pessoas serão beneficiadas pela ponte, já que hoje o transporte de passageiros e de carga é feito por balsas.

De acordo com a prefeita de Xambioá, Patrícia Evelin, a obra trará grandes benefícios para a região, como a geração de trabalho e renda. A estimativa é que a obra será responsável por 2 mil empregos diretos e outros 3 mil indiretos. E além de trazer melhorias para a vida da população local, será um divisor do desenvolvimento da região: "Vai ter muita gente trabalhando, vai melhorar o comércio local."

A BR-153 é fundamental para o escoamento para a produção que engloba os Estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, chamada Matopiba. A região tem cerca de 320 mil estabelecimentos agrícolas, distribuídos em 337 municípios e foi responsável por 9,4% da safra de grãos 2014/2015.

O presidente da Associação dos Pequenos Produtores do Projeto Agrícola de Limeira, Antônio Albertino de Oliveira Pereira, também aprovou a iniciativa da construção da ponte: "Fica bem ais fácil a questão de frete, porque aí você já não paga a travessia de balsa, essa coisa toda, então se torna mais barato."

 

Pin It