Pin It

O deputado federal Beto Salame ouviu do diretor geral do DNIT que o estudo de viabilidade técnica para duplicação do trecho na BR 155/230 entre a ponte sobre o Rio Tocantins e o trevo no km 6, está quase concluído. Valter Casimiro Silveira revelou também que o departamento de Infraestrutura está elaborando o edital para contratação do projeto. Mas alertou que o recurso necessário para a execução da obra   dependerá da bancada parlamentar do Pará. “O projeto será viabilizado após a obra de duplicação do trecho”, acrescentou o diretor em reunião nesta quinta-feira. Concluída essa fase, o projeto seguirá para apreciação da bancada paraense no Congresso Nacional.

Beto Salame, autor do projeto, considera que o trecho em estudo é estratégico para a região porque assegura a mobilidade no perímetro urbano de Marabá onde o fluxo de veículos é intenso. Ele afirmou que, como representante do Estado, irá acompanhar e cobrar do Governo junto com a bancada, as emendas parlamentares necessárias para a obra “Tanto de minha autoria individual como de bancada. Nosso objetivo é   fazer com que esse projeto vire realidade”, garantiu.

Satisfeito pela informação do diretor geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, Beto Salame disse “estima que até mês de novembro deste ano, poderá sair a licitação para a execução da duplicação.”

O trecho da rodovia, é também caminho diário de veículos de cargas pesadas vindos do centro sul do país para abastecer à região. Eles cruzam o sudeste do Pará com destino não só aos municípios do Pará também os estados vizinhos. O anuncio da obra animou os caminhoneiros.

Pin It