Pin It

A sessão desta terça-feira (8), da Câmara Municipal de Marabá (CMM), iniciou com lotação máxima da plenária, principalmente por conta da presença maciça dos servidores públicos que pressionaram contra a possível votação do projeto do Executivo Municipal que alterava o direito a Licença Prêmio.

Presidida excepcionalmente pela vice-presidente da Casa, a vereadora Irismar Melo, a sessão tomou grandes proporções ainda vários dias antes nas redes sociais. Preocupados com a possibilidade de retirada de direitos, servidores se mobilizaram. Diante disso, o governo retirou de pauta o projeto.

A vereadora Irismar aproveitou para parabenizar os servidores pela mobilização pacífica que demonstrou o real sentido da luta em prol de direitos, mostrando que a vontade popular é soberana.

Diferente do que chegou a ser comentado durante a sessão, o projeto não retira o direito a Licença Prêmio, apenas tenta adequá-lo a uma legislação federal que direciona o período fora do trabalho para que o servidor faça cursos de qualificação e atualização.

Embora o governo tenha tirado o projeto da pauta, não está descartado que o assunto volte a movimentar a Câmara Municipal. Segundo uma fonte, a ideia do governo é articular a base aliada no Legislativo para fazer o projeto ser aprovado.

(Chagas Filho)

Pin It