Pin It

 

Algumas empresas de maquinários agrícolas que não puderam participar da Expoama, em 2016, conseguiram vir esse ano. Um exemplo é a Caterpillar que vai promover uma palestra sobre operação e manutenção de escavadeiras hidráulicas, na sexta-feira, dia 14. Outra novidade da Exposição Agropecuária de Marabá é o estande da Polícia Rodoviária Federal (PRF) que mostra os riscos de acidentes por falta de atenção, vídeos educativos e materiais usados nas fiscalizações como o etilômetro, o famoso bafômetro, que mede o nível de álcool ingerido pelo condutor.  

Segundo o agente Thales Pironi, “um carro acidentado é uma coisa impactante. O nosso estande, além de mostrar os equipamentos usados pela PRF e pelo DMTU, pretende alertar passageiros e condutores sobre os dispositivos de segurança, de não beber e dirigir. Atualmente, é muito comum a prática de digitar e dirigir por causa das redes sociais, o que tem causado acidentes sérios. Escolhemos a Expoama, porque é um dos maiores eventos da cidade, todo mundo vem visitar e o parque fica às margens da rodovia, o que é mais um motivo para alertar os condutores da importância de conscientização de um trânsito seguro”, disse.

O motorista Antônio Neto gostou do que viu e aprendeu no estande da PRF. “No trânsito, em segundos, acontece um acidente. Então é bom para tirar dúvidas, aprender coisas novas, ver como é o dia a dia dos agentes”.

Um estande que chama a atenção, presente na feira pela primeira vez, é o de energia solar e segurança. Lá é possível ver algumas placas solares que podem ser usadas separadas ou integradas aos dispositivos de segurança do imóvel. O produto tem começado a ganhar espaço junto aos produtores rurais porque a energia no campo cai com frequência. Elton Pedro, dono da empresa, explica que para montar um sistema de energia solar é necessário fazer um projeto e orçamento baseados nos utensílios e eletrônicos do imóvel. A empresa disponibiliza vários kits, o mais básico tem capacidade para mil watts.

“O sistema faz a captação, no modo offgrid com bateria, ele passa por um controlador de carga, vai para a bateria, em seguida para o inversor, para ligar os equipamentos. Hoje tem também o sistema ongrid que é ligado à rede, formado pela placa e o controlador. Durante o dia, usa-se com a placa e, à noite, a rede elétrica. Se chegar um ponto de gerar muita energia, ela será injetada na rede da concessionária, o que vai gerar um crédito que pode ser descontado em outra unidade consumidora cadastrado com o mesmo CPF”, explicou o proprietário.

Apesar de não ser novidade para quem sempre visita a Expoama, um estande bem visitado é a Feira de Artesanato promovida pela Secretária Municipal de Assistência Social. O público pode levar para casa bijuterias, artigos de decoração, roupas, objetos religiosos - peças únicas, confeccionadas por 30 dos 100 artesãos cadastrados na SEASP.

“É um ganho muito grande para os próprios artesãos que têm um espaço para mostrar e vender os produtos. Nós temos sempre que incentivar e a gente está atrás do microcrédito para impulsionar outras famílias que não tenham outra fonte de renda e possam trabalhar com artesanato”, contou Nadja Lúcia, secretária de Assistência Social de Marabá.

Passeando pelo parque é difícil não parar para admirar os móveis rústicos fabricados manualmente por uma família de Novo Repartimento. Uma raiz ou um tronco de uma árvore morta ou caída na mata se transformam em apoios de mesa, escrivaninha, espelho e outros objetos.  Comparado aos preços de lojas do ramo, os valores são muito mais em conta e os proprietários fazem entregas até para outros estados.

“Os pés são de madeiras reaproveitáveis, toras de derrubadas, abandonadas, velhas, que apodreceriam na mata. A gente vende bastante pelo diferencial, porque fica o mais rústico possível”, contou Kauilly Conceição, uma das vendedoras.

(Fonte: Ascom Expoama)

 

Pin It