Pin It

 

Nesta semana, Rios de Encontro, o projeto eco-cultural e socioeducativo enraizado na comunidade Cabelo Seco, realizou rodas com as parceiras Escolas José Mendonça Vergolino e Plínio Pinheiro, estudantes e gestores da Unifesspa e UEPA, a PM-Marabá, e moradores de Cabelo Seco, para dimensionar o projeto "Marabá Bem Viver' e formar uma rede gestora municipal de Energia Solar.

Paralelamente, Rios de Encontro participou no III Encontro Estadual de Bibliotecas Públicas, co-realizou o Festival Bem Viver em São João do Araguaia com estudantes do Direito da Terra (da Unifesspa), e junto com a empresa Amazon Solar de Belém, instalou 04 placas solares na sua Casa dos Rios.

A terceira semana do VI Festival Beleza Amazônica coincidiu com a noticia do prêmio nacional de R$ 200 mil do Ministério da Cultura para realizar o projeto Redes da Criatividade em parceria com a Rede Brasileira de Arteducadores que objetiva cultivar o celular como tecnologia socioeducativa, em cada região do país.

"Admiramos a coragem ética de nossos parceiros", disse Dan Baron, da coordenação do Rios de Encontro. "Advogando energia solar como alternativa à energia hídrica, arrisca exclusão social. Apesar do reconhecimento do MinC pela qualidade de nossos jovens artistas, Rios de Encontro não foi convidado para apresentar na inauguração do Centro de Convenções de Marabá. Energia solar questiona interesses financeiros imensos e o modelo falido dos atuais governos. Mas a atual crise socioambiental que ameaça a espécie humana exige inovação ética."

O quartel da Polícia Militar é uma das prioridades na primeira fase do projeto Marabá Bem Viver. "Temos muita experiência em tomar decisões inovadoras que no primeiro momento geram polêmica e ceticismo profissional", disse Comandante Roosevelt. "Nos projetos Segurança Cidadã e Proerd enfrentamos resistência interna. Temos de lidar com as consequências trágicas que surgem de mega-projetos industriais que saiam sem estudos independentes sobre os efeitos socioambientais ou mecanismos de fiscalização. Mas lideramos. Estarei orgulhoso se tornamos o primeiro quartel no pais abastecido por energia solar, exemplo de segurança climática e formação socioambiental."

Os benefícios socioambientais e econômicos da energia solar foram apresentados nas rodas em Marabá e São João do Araguaia pelos engenheiros Alan Sousa e Rômulo Réis da Amazon Solar, formados pelo Grupo de Estudos de Desenvolvimento e Alternativas Energéticas, na UFPA-Belém. "Ontem, instalamos as primeiras 4 placas solares na Casa dos Rios", disse Alan Sousa. "Esperamos que sejam uma sementinha que brotará a primeira cidade sustentável na Amazônia!"

O Festival Beleza Amazônica acontece na Casa dos Rios, Cabelo Seco, aberto a Marabá: a Roda 'Marabá Bem Viver' hoje (19h), a Noite Cultural (sexta, 19h), a Bicicletada Queremos Bem Viver (sábado, dia 16, 7h30, concentração Pracinha do Cabelo Seco), e a tarde cultural no PAC (sábado, 16h).

 

Pin It