Pin It

De acordo com o calendário acertado entre os senadores, a partir do dia 28 a reforma trabalhista já poderá ser votada em Plenário. Nesta quinta-feira os integrantes da Comissão de Assuntos Sociais decidiram que no dia 13 de junho o relatório do senador Ricardo Ferraço, do PMDB do Espírito Santo, será lido na comissão, assim como os votos em separado a serem apresentados pela oposição. A votação do texto deve ocorrer no próximo dia 20.

Em seguida, no dia 21, o texto vai ser lido na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania. A votação na comissão está agendada para a reunião do dia 28 de junho e a partir daí, a matéria vai seguir para análise do Plenário.

O senador Paulo Paim, do PT do Rio Grande do Sul, destacou que este acordo, independente do resultado, é bom para o Parlamento: "Nós construímos este acordo, que é positivo para boas relações aqui dentro. Independente do resultado. E aí.. resultado é resultado, no voto, que se decida. E dai vai para o Plenário. E debate no Plenário é no Plenário. Nós aqui, eu acho que não precisamos ter nenhum tipo de desgaste em relação ao que vai acontecer no Plenário, que vai ser em um outro momento."

Para saber mais sobre a Reforma Trabalhista, acesse o site senado.leg.br/noticias.

Pin It